alimentando e nutrindo sua qualidade de vida!

tel.: (24) 9-9267-6521 ou 9-8862-3244

Blog

voltar

Alimentação da Bailarina!!!

01/07/2015

Alimentação da Bailarina

Geralmente a alimentação de bailarinas não é adequada já que exigências como a manutenção do baixo peso observado fazem com que bailarinas caminhem para distúrbios alimentares e um conseqüente e severo emagrecimento.

Estudos mostram que a alimentação de praticantes desta modalidade esportiva é carente em cereais, fibras e proteínas. Foi ainda relatado que a dieta era ainda mais restrita em períodos de apresentações e que 60% das bailarinas tomavam suplementos vitamínicos, para que, assim, explicassem a carência desses nutrientes na alimentação.

Sendo assim, nota-se que muitas bailarinas sofrem de um distúrbio alimentar chamado anorexia, doença caracterizada pela importante perda de peso causada por uma redução drástica voluntária do consumo alimentar e consequente perda de apetite. Essa redução calórica é geralmente causada pela busca constante por um corpo magro exigido às bailarinas. Assim, a anorexia é um distúrbio alimentar proveniente de fatores biológicos, psicológicos, familiares e sócio-culturais.

Sabe-se que, como a dieta é pobre tanto em nutrientes e como em calorias, as bailarinas podem apresentar comprometimentos, principalmente se esses hábitos alimentares começarem ainda quando crianças. O período de crescimento e desenvolvimento pode ser prejudicado não chegando ao seu ápice. 

A amenorréia é outro distúrbio comum entre as bailarinas, atingindo de 27 a 50% das bailarinas, possivelmente ocasionada por dois motivos diferentes. Sabe-se que o exercício físico em excesso faz com que o hormônio prolactina seja liberado inibindo a ovulação. Além disso, é comum entre as bailarinas um controle exagerado na dieta e muitas vezes inadequado, fazendo com que a porcentagem de gordura corporal seja insuficiente para que ocorra o processo de ovulação.

Para manter o peso de uma forma saudável, descrevo algumas dicas que são importantes:

> Beba bastante água durante o dia, e principalmente durante o treino;

> Coma mais alimentos com um alto teor de fibras (cereais como aveia e trigo, frutas como ameixa, mamão, maçã entre outros);

> Procure fracionar a sua dieta fazendo vários lanches durante o dia;

> Não pule refeições;

> Coma devagar mastigando bem os alimentos;

> Nunca deixe de atingir suas necessidades calóricas e adeque sua alimentação consumindo alimentos de todos os grupos, já que cada um deles possui diferentes e importantes funções no seu organismo:

> Energéticos: pães, massas, cereais, bolos - responsáveis pelo fornecimento de energia para a realização das atividades diárias;

> Construtores: leite e derivados, carnes, ovo - responsáveis pela síntese ou reparação de tecidos do corpo;

> Reguladores: frutas e verduras, legumes - responsáveis por regular todos os processos ocorrentes no organismo e melhorar a função intestinal.

Além disso, essa alimentação deve ser balanceada contendo todos os tipos de alimentos para que não haja carência de nenhum nutriente. Assim, a bailarina irá manter o peso desejado de uma forma saudável e não terá qualquer prejuízo relacionado à saúde, e ainda terá o desempenho adequado ao praticar o ballet. Percebe-se então que todos os seus objetivos serão alcançados . E finalizo este artigo descrevendo alguns alimentos para as bailarinas que querem melhores resultados a nível alimentar:

> Alho - Tem capacidade em ativar as enzimas do fígado. Tem potencial antibiótico contra certas bactérias causas de infecções intestinais.

> Beterraba - Estimula as funções do fígado, com potente ação antioxidante.

> Vegetais de folhas verdes -  Ajudam na proteção do fígado, aumentando a síntese da bile, que auxilia na digestão da gordura e na absorção intestinal.

> Abacate - Seus efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e potente modulador hormonal contribui para a redução de peso e medidas corporais.

> Maçã - Fonte de vitaminas do complexo B, C e E, potássio, fibras e flavonoides. Facilitadora da digestão, controla os níveis de colesterol, diminui as alergias e irritações.

Azeite de oliva: Impede o acúmulo de gordura na linha da cintura e ajuda na perda de peso, protegendo o coração e o cérebro, controlando o açúcar no sangue, além de ser anti-inflamatório e facilitador da digestão.

> Quinoa - Rica em aminoácidos essenciais, com propriedades moduladora e antioxidante necessárias à desintoxicação do corpo, agindo na prevenção de doenças crônicas, como cardiopatias.

> Alcachofra - Rica em prebioticos, que ajudam na formação de probioticos no intestino – as bactérias “boas”, favorecendo o bom desempenho intestinal, e amenizando a sobrecarga do fígado.

> Cenoura - Rico em fibras, vitaminas, minerais e fitoquímicos, por isso, normaliza a digestão, e otimiza as funções hepática e circulatória.

> Batata-doce - Contém vitaminas do complexo B em altos níveis, promovendo a boa digestão e o ideal funcionamento celular.


Comentários dos produto

Receba nossas notícias por email

Tel.: (24) 9-9267-6521 ou 9-8862-3244